Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Processos de difusão espacial de inovações e de surtos epidémicos

Em Geografia Humana o termo difusão refere-se à disseminação de um lugar para outro de pessoas, bens

por Manuel_AR, em 06.03.20

Difusão_fig1.png

Fonte: London School of Hygiene & Tropical Medicine; COVID Tracker. 5 Março 2020

Figura 1

O Homem e a sua influência situam-se no contexto do espaço e do tempo e este facto tem uma riqueza intelectual e conceptual que faz parte de um dos mais fascinantes campos da geografia humana. Foi por isso que durante a minha licenciatura em Geografia Humana na especialidade de Planeamento Regional e Local me entusiasmei pelos estudos na área da difusão espacial.

Interessado pela evolução da recente epidemia do Coronovirus, COVID-19, que se tem difundido a partir da China fui rever alguns temas sobre esta matéria em que me debrucei para mostrar o processo e os modos pelos quais doenças epidemiológicas podem ser transmitidas. Este texto revisto e atualizado não trata especificamente da difusão de uma doença epidemiológica, o que sairia fora do âmbito do meu conhecimento, mas, sobretudo, dos processos de difusão em geral de ideias, inovações e doenças contagiantes e o modo como se disseminam no espaço geográfico.  

Bases para um estudo sobre difusão espacial.

Em Geografia Humana o termo difusão refere-se à disseminação de um lugar para outro de pessoas, bens, ideias, práticas culturais, doenças, tecnologia e outros fatores. Esse tipo de propagação é conhecido como difusão espacial. O homem, o espaço e o tempo são as áreas da difusão que se ocupa dos problemas da dinâmica espacial.

O mais notável esforço inicial para os modelos de difusão espacial pertenceu a Hägerstrand, geógrafo sueco, professor de geografia na Universidade de Lund, conhecido pelo seu trabalho nesta área. Hägerstrand desenvolveu modelos probabilísticos com técnicas estatísticas para simular como é que um processo de difusão progride ao longo do espaço e do tempo, e ilustra como a disseminação de um fenómeno geográfico pode ser representado quantitativamente. Não irei abordar o aspeto estatístico porque envolveria modelos estatísticos que caem fora do pretendido.

Quando consideramos a influência exercida pelo homem no contexto do espaço e do tempo não podemos perder de vista as interações que condicionam explicitamente, no sentido meramente estático, as suas atividades dentro das dinâmicas e dos padrões espaciais dos processos de difusão que atuam no espaço e ao longo do tempo. Os paradigmas do homem sobre o espaço geográfico através do tempo é algo fascinante de ser analisado e estudado. Mas, afinal qual é o objeto de estudo da difusão espacial?

Conceitos básicos.

Para iniciar e ao debruçarmo-nos num determinado campo de estudo precisamos de adquirir um corpo de conceitos, inicialmente simples, a partir dos quais podemos construir estruturas mais complicadas. Partimos então de princípios óbvios: primeiro, qualquer coisa no sentido lado que se mova pelo espaço geográfico é transportada ou levada de algum modo; segundo, a percentagem das coisas que se movem no espaço são influenciadas por outras coisas que a causam. Assim, quando começamos a pensar nos vários tipos de difusão espacial, devemos considerar o quê e quem se desloca, e o que é levado e, ainda, as barreiras que podem dificultar as entradas no processo de difusão. São eles os transportadores ou portadores de algo que vão desde uma ideia, uma inovação, uma migração, quaisquer que sejam, até à disseminação de uma qualquer doença epidemiológica.

Quando se pensa em transportadores o que nos vem logo à ideia é o transporte de mercadorias e o movimento de pessoas em todos os espaços geograficamente habitados e frequentados através dos diversos meios de transporte, assim como os seus movimentos, seja nos espaços das grandes metrópoles, seja nas pequenas cidades, vila, aldeias e espaços rurais.

As pessoas são suscetíveis a aceitar certas ideias e inovações e ser resistentes a outras. Uma vez que um indivíduo adere a uma ideia, ele pode, após um período de tempo mais ou menos prolongado passá-las para outras.

Como de processa então o fenómeno da difusão espacial?

Difusão_fig1a.png

Figura 1a Difusão por expansão (Adaptação a partir de Peter Gould)

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:20


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Posts mais comentados




Twitter