Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Eu também quero ter a minha biografia

por Manuel AR, em 11.05.15

 

Sim, também quero publicar a minha biografia muito rica de uma vida comum de muitas dezenas de anos, mais do que a de Passos Coelho que é um caso paradigmático do corriqueirismo bacoco e dum populismo pessoal eleitoralista e confrangedor.

"Que feitos tem este recente ex-jota para nos dar a conhecer?", diz Maria Helena Magalhães no jornal i.

E, pergunto eu, que factos da curta vida política e pessoal de Passos Coelho nos poderão interessar? Que tem voz de barítono, que canta, que vai à padaria comprar pão para o pequeno-almoço, que ajuda a sua esposa a colocar a louça na máquina, que canta a morna, (mal empregada morna) e outras triviais coisas do quotidiano. Que é isto senão populismo eleitoral para enganar cidadãos para que se identifiquem com ele na vida quotidiana, sem saberem que estão a ser logrados e que isso não é condição necessária nem suficiente para ser um bom líder e, muito menos, governante.

Que riqueza de vida, de dedicação à causa pública e humanista que lhe foram dadas pela JSD que tem a veleidade a ter direito a uma biografia!? A que estado grotesco as personalidades políticas deste país chegaram! A que condição caricata chegou este país que presta homenagem à mediocridade de vidas dos políticos que nos que condenaram  e pretendem ainda condenar por mais tempo à mediocridade de vida os cidadãos que dizem governar.

A biografia de Passos Coelho escrita por uma assessora do PSD omite propositadamente aspetos importantes da vida e carreira política que não seriam abonatórias para a propaganda do perfil a divulgar.

Sobre a referida biografia, Pacheco Pereira escreveu no sábado o seguinte no jornal Público que passo transcrever: 

"A vida política de Passos Coelho, desde a sua passagem pela União dos Estudantes Comunistas, continuando pela sua ascensão na JSD, as suas experiências eleitorais falhadas na Distrital de Lisboa (uma delas comigo, em que perdeu), a sua campanha autárquica na Amadora, tudo isso parece à autora irrelevante. O mesmo se passa com a vida profissional de Passos Coelho, assombrada de “casos” como a Tecnoforma, os não pagamentos para a Segurança Social, e outras obscuridades, que não merecem à autora sequer o esforço de tentar ir mais longe. Fala deles porque tinha que falar, mas enuncia-os mais do que os relata. Aliás, repete uns mitos circulantes sobre a resistência “heróica” de Passos Coelho a Cavaco Silva na JSD, de que o mínimo que se possa dizer é que não foi bem assim. Para além do facto de as propostas de Passos e da JSD serem aquilo que ele hoje demonizaria como “despesistas”, as más relações entre Passos e Cavaco tinham a ver com outras razões como seja o facto de haver sistemáticas fugas de informação das reuniões da comissão política, por singular coincidência centradas nas próprias intervenções de Passos Coelho, muitas vezes confusas e incompreensíveis. 

É que há um traço de carácter evidente na biografia real de Passos Coelho, completamente omitido, a sua ambição política e a sua capacidade de orientar a sua carreira para esses objectivos e, mais do que isso, o facto de ele ter sido de há muito o candidato apoiado e preparado e levado ao colo por certos grupos internos no PSD e certos grupos de influência e interesses com um pé dentro e outro fora do PSD. Passos foi, como dizem os ingleses, grooming, treinado, preparado e promovido para chegar onde chegou e foi, como se viu, uma boa escolha."

A biografia de Passos Coelho não é mais do que um panfleto autopromocional para captar votos com base num perfil pessoal fraco em vez dum projeto político consistente para Portugal.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:12


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Teodoro a 12.05.2015 às 10:26

...omitir as desintóxicações da droga em clínicas espanholas e omitir as vezes que a PSP era chamada lá a casa pelos vizinhos devido à chafurdeira que fazia quando batia na mulher (lena coelho), tambem me parece muito mau. Então é só meia biografia?
Sem imagem de perfil

De Teodoro a 12.05.2015 às 10:42

...já agora, parabéns pelo post, está muito bom.
Sem imagem de perfil

De Katy a 12.05.2015 às 11:24

"...para enganar cidadãos para que se identifiquem com ele na vida quotidiana, sem saberem que estão a ser logrados..." Sem saberem? Há gentalha, com curso superior, que se revêm neste estilo, são exactamente iguais, não são enganados, foram formados na mesma escola deste bandalho, conseguiram os empregos por via do partido, ganham bem e os outros que se lixem. Infelizmente todos conhecemos gentalha assim.
Imagem de perfil

De luiscross a 12.05.2015 às 11:44

Triste Portugal quando o melhor que tem para apresentar é uma má biografia de um medíocre Primeiro-Ministro
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.05.2015 às 15:47

A biografia da "coisa" (bicho nojento)!
Sem imagem de perfil

De Isabel a 12.05.2015 às 15:50

A vida pessoal de Passos Coelho pouco me interessa! O que fez ou faz na sua vida pessoal, se ajuda a esposa, se vive em Massamá, tudo isso para mim é folclore!
O que me importa verdadeiramente é:
O que tem feito enquanto primeiro ministro e o que se propõe a fazer.
O que fez na vida para além de ser dirigente da JSD e do PSD!
Que relação laboral e quanto efetivamente recebeu da Tecnoforme!
É andar, juntamente com os membros do seu governo, a tapar o sol com a peneira relativamente ao que fez e ao que se propõe fazer!
O que me importa é dar vivas e elogios a Dias Loureiro!
É afirmar, com alguma altivez, que repôs cortes salariais e pensões, quando a sua vontade era cortar para todo o sempre, não tivesse o TC decido em sentido oposto à sua vontade!
É vender Portugal ao desbarato!
Enfim, o que me importa é se pretendemos ser novamente enganados com propaganda que tem sido feita, inclusive com a "famosa" "biografia"
Sem imagem de perfil

De Nilton Mendonça a 25.07.2015 às 01:23

Uma pagina curiosa esta - Excelente!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D

Twitter